Amitriptilina

A Amitriptilina foi desenvolvida para o tratamento de doenças como a depressão e a enurese noturna, que é o descontrole urinário durante o período do sono, em razão de seus princípios sedativos e ansiolíticos.

Descubra através desse artigo as principais propriedades da Amitriptilina e seus efeitos colaterais mais comuns.

O que é a Amitriptilina?

Esse medicamento é usado para tratar distúrbios mentais ou de humor como a depressão e o estresse.

O Cloridrato de Amitriptilina melhora o humor e aumenta a sensação de bem-estar, aliviando as tensões e a ansiedade, fazendo com que tenha mais qualidade de sono e passe a ter mais energia para as atividades diárias.

Esse fármaco faz parte da classe de medicamentos conhecida por antidepressivos tricíclicos, os quais estimulam determinadas substâncias químicas, que são responsáveis pela neurotransmissão da serotonina no sistema nervoso central.

Modo de usar a Amitriptilina

Leia a bula antes de iniciar o tratamento com a Amitriptilina e todas as vezes que alterar a dosagem do medicamento. Caso tenha alguma dúvida, informe-se com o médico.

Esse remédio deverá ser ingerido via oral, normalmente de 1 a 4 vezes ao dia, conforme a prescrição. Se for tomar somente uma vez ao dia, deve ser antes de dormir, para evitar que sinta sono durante o dia.

A dosagem será estabelecida de acordo com a condição médica do paciente e os resultados do tratamento.

Para que os efeitos colaterais como a boca seca, tontura e a sonolência diminuam, o médico poderá iniciar o uso dessa medicação com uma dose baixa e ir aumentando gradativamente. Por isso, as instruções precisam ser seguidas minuciosamente.

A Amitriptilina deve ser tomada regularmente, para que todos os seus benefícios sejam aproveitados. Assim, para não esquecer de ingerir o medicamento é recomendado tomar sempre no mesmo horário.

Nunca altere a dose por conta própria ou tome o remédio por um tempo superior ao recomendado.

É fundamental manter o uso da Amitriptilina mesmo se já estiver se sentindo melhor, pois somente o médico saberá quando o uso deve ser interrompido.

A interrupção repentina poderá ocasionar diversos efeitos colaterais, como a mudança de humor, fadiga, cefaleia e distúrbios do sono. Para que essas reações sejam evitadas, a dose desse medicamento deverá ser reduzida de forma gradual.

É comum que os benefícios dessa medicação demorem de 1 até 4 semanas para aparecerem.

Mas, avise ao médico caso os sintomas não melhorem ou piorem como aumento da tristeza e o surgimento de pensamentos suicidas.

Efeitos Colaterais da Amitriptilina

Diversos efeitos colaterais poderão surgir com o uso desse medicamento, veja a seguir:

  • Aumento do peso;
  • Dificuldade para urinar;
  • Boca seca;
  • Excesso de sono;
  • Vertigem;
  • Visão embaçada;
  • Constipação, entre outras.

Para diminuir o risco de ter vertigens e sensação de desmaio, deve-se levantar devagar quando estiver deitado ou sentado.

Aumente a ingestão de líquidos para que alivie a sensação de boca seca e para evitar a constipação procure ter uma alimentação balanceada com bastante fibras e faça exercícios regularmente.

Muitos pacientes que fazem uso desse medicamento não possuem efeitos colaterais graves, mas eles podem ocorrer, portanto, consulte um médico imediatamente caso apareça algum dos seguintes sintomas:

  • Agitação;
  • Movimentos musculares involuntários;
  • Dor abdominal, estomacal e nos seios;
  • Azia;
  • Hemorragia;
  • Diminuição da libido;
  • Desmaios, tonturas e convulsões;
  • Alteração na cor das fezes e do vômito;
  • Dor nos glóbulos oculares, assim como vermelhidão e inchaço.

Raramente, a Amitriptilina pode causar a SNM (síndrome maligna dos neurolépticos), porém procure um médico se tiver os sintomas a seguir: confusão mental, arritmia cardíaca, sudorese, febre e rigidez muscular severa.

São raras a reações alérgicas em relação a esse medicamento, contudo, providencie ajuda médica se sentir: tonturas graves, erupções cutâneas, coceiras e principalmente inchaço do rosto, garganta e língua, bem como dificuldade para respirar.

Lembrando que poderão surgir outros efeitos colaterais além dos descritos acima, assim, entre em contato com o médico se observar um sintoma diferente dos listados.

Precauções quanto ao uso da Amitriptilina

Antes de iniciar o tratamento com a Amitriptilina, avise o médico que é alérgico a esse princípio ativo ou a outro antidepressivo da classe dos tricíclicos, ou ainda de qualquer outro medicamento.

Informe ao médico o seu quadro clínico e se possui algum histórico médico dos seguintes problemas: doenças relacionadas ao fígado, sangramentos frequentes, doenças respiratórias, dificuldade para urinar, distúrbios da tireoide, ataques convulsivos e transtornos comportamentais.

Deve-se evitar a utilização de equipamentos e máquinas que exigem atenção para o seu manuseio ou qualquer atividade que precise de muita concentração, para que seja realizada com segurança.

A Amitriptilina pode provocar sensibilidade ao sol, assim não se exponha por muito tempo a luz solar e evite bronzeamento artificial. Sempre use protetor solar, para evitar queimaduras e vermelhidões na pele.

Informe ao médico e dentista, antes de fazer qualquer intervenção cirúrgica ou odontológica, sobre todos os remédios que esteja fazendo uso, incluindo os medicamentos com e sem prescrição médica, bem como os produtos que são à base de plantas.

As pessoas que possuem diabetes e fazem uso de Amitriptilina, devem ficar atentas, pois a dificuldade para controlar os níveis de açúcar no sangue pode ser maior, devendo sempre fazer o monitoramento dos níveis regularmente.

Os adultos estão mais suscetíveis a sentirem os efeitos colaterais desse medicamento como tonturas, confusão mental e sonolência.

Esse remédio só deverá ser usado durante a gravidez ou lactação se estritamente necessário e com indicação médica, pois ele passa para o leite materno e os efeitos na criança ainda são desconhecidos.

Armazenamento

Verifique na embalagem do medicamento todas as instruções sobre o armazenamento ou informe-se com o médico.

A Amitriptilina não deve ser guardada em ambientes úmidos como o banheiro e tem que ser mantida longe do alcance de crianças e animais de estimação.

Esse medicamento não pode descartado em lavatórios, vasos sanitários e ralos, exceto se for uma orientação expressa.

Superdosagem

Se ocorrer a superdosagem o médico deverá ser informado imediatamente, para que realize uma desintoxicação e evite problemas maiores.

Uma grande ingestão de Amitriptilina pode ocasionar os seguintes sintomas: alucinações, agitação, depressão, sonolência, arritmia cardíaca, dilatação das pupilas, hipotermia, dentre outros.

Perguntas frequentes

O que se deve fazer ao esquecer de tomar a Amitriptilina?

Ocorrendo o esquecimento, o recomendado é que não duplique a dose, deve-se apenas tomar a próxima dose no horário correto.

Esse medicamento dá sono?

Sim, a sonolência é uma das reações mais comuns de quem faz uso de Amitriptilina.

O Cloridrato de Amitriptilina ajuda a dormir?

Sim, esse fármaco atua como ansiolítico, promovendo a sonolência e induzindo o paciente ao sono.

Amitriptilina engorda?

Sim, o ganho de peso é um dos efeitos colaterais desse medicamento, já que ele costuma aumentar o apetite.

Mas, esse efeito poderá ser minimizado caso o paciente faça uma dieta equilibrada e pratique exercícios durante o tratamento.

Não se esquecendo que esse medicamento só deverá ser usado com prescrição médica!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *