Fratura: principais tipos e como evitar

Compartilhe com seus amigos!

Sofrer uma fratura é uma das coisas mais desconfortáveis que o nosso corpo pode enfrentar. A fratura está dividida em vários tipos, de acordo com a sua gravidade e, da mesma forma, existem várias maneiras de cuidar desse problema e até mesmo evitá-los.

A fratura óssea nada mais é que uma rachadura ou quebra de um osso. Diferente da luxação em que o osso sai do lugar em que pertence, ou seja, da sua articulação, na fratura a estrutura do osso é realmente prejudicada por uma pancada, pressão ou por doenças que afetam os ossos.

Só no Brasil, acontecem mais de 2 milhões de novos casos de fratura todos os anos, de acordo com o Hospital Israelita Albert Einstein. Como você pode ver, essa é uma condição muito comum, mas que pode ser evitada na maioria das vezes.

Quer saber mais sobre as fraturas? Continue a leitura do artigo até o final!

Tipos de fratura

o que e fratura

A fratura pode ser completa, quando o osso quebra, ou parcial, quando o osso racha. Diante disso, existem 4 tipos de fratura:

  1. Fratura simples: nesse caso, apenas o osso é prejudicado e quebrado;
  2. Fratura exposta: aqui a pele é perfurada pelo osso que foi atingido. Esse é o tipo de fratura óssea que mais causa inflamações, devido a exposição do osso e lesão da pele;
  3. Fratura complicada: além dos ossos, os nervos, músculos e outras partes do sistema muscular são atingidas;
  4. Fratura incompleta: são as rachaduras nos ossos. Aqui eles não chegam a quebrar, mas apresentam todos os sintomas de uma fatura simples.

As fraturas ainda podem ser classificadas pela sua causa:

  • Fratura traumática: essa fratura é causada por acidentes, estresse ou por quedas e também é a mais comum. O osso precisa passar por um trauma para que apresente uma ruptura;
  • Fratura patológica: a fratura é causada por doenças que atingem os ossos e os deixam mais fracos, sendo dispensável o trauma para que o osso sofra rompimentos ou apenas traumas muito leves, como apoiar o osso em algum local.

O médico consegue diagnosticar os casos através de exames de imagem, como o raio-x e pode identificar as causas através de outros exames laboratoriais e os relatos do paciente. Por esse motivo, é indispensável buscar um médico em caso de suspeita de fratura.

Fratura: principais causas

principais causas fratura

Algumas fraturas só acontecem quando ocorrem acidentes, sejam eles domésticos ou mais graves, como os de carro. Outras só precisam de uma brecha no organismo para se manifestar.

Atletas que realizam atividades de alto impacto, podem apresentar fraturas por estresse. Essa fratura surge pela excesso de uso e esforço repetitivo no mesmo osso, como os pés e joelhos dos corredores, ou clavícula de nadadores, por exemplo.

A falta de colágeno tipo 2 também pode levar a fraturas ósseas, pois essa proteína fortalece as cartilagens que protegem os ossos de atritos. A ausência de colágeno torna os ossos mais frágeis e suscetíveis a rompimentos. Além disso, a deficiência de colágeno tipo 2 causa doenças como artrite e artrose.

Assim como a falta de colágeno prejudica a saúde dos ossos, a falta de cálcio e vitamina D causam a osteoporose e podem levar ao surgimento de fraturas.

Outras patologias mais sérias, como tumores ósseos também abalam a estrutura dos ossos e causam fraturas e até outros problemas mais sérios.

Sintomas de fratura

Além da dor constante no osso fraturado, existem outros sintomas que podem aparecer como consequência de uma fratura, como o inchaço na região afetada.

Ela também pode causar dormência, hematomas e deformidades ao redor do osso fraturado. Além de causar estalos e rangidos.

Nos casos mais severos, pode impossibilitar a movimentação de forma parcial ou total.

Caso tenha alguns desses sintomas, consulte um ortopedista imediatamente e evite o agravamento da fratura.

Como prevenir a fratura?

Não existem formas de prever um acidente, mas no caso das fraturas causadas por patologias mais simples, existem alguns hábitos que podem ajudar a prevenir o corpo dessas doenças que prejudicam os ossos.

Cuidar da alimentação é um deles. Incluir alimentos ricos em vitaminas C e D, cálcio e colágeno na dieta, auxilia no fortalecimento do metabolismo ósseo.

Quando a deficiência é muito grande e só a alimentação não consegue repor os nutrientes perdidos, você pode optar pela suplementação com nutricosméticos que atuam na reposição deles. O Artromix Tipo 2 da Biosanté, por exemplo, é um grande aliado para a prevenção de fraturas e saúde das articulações e não oferece qualquer risco ou efeito colateral para a saúde.

Tratamento para fratura

tratamento para fratura
Os tratamentos para fratura consistem no reposicionamento do osso e imobilização para que ele possa cicatrizar, daí a importância do cálcio, do colágeno e outros nutrientes que aceleram esse processo de reconstrução do osso no organismo.

Para isso, é recomendado o uso de gesso e talas associada a fisioterapia para recuperar a movimentação saudável.
Se necessário, o ortopedista pode solicitar uma cirurgia para a reestruturação do osso e até mesmo a colocação de uma prótese.

Em todo caso, somente um especialista pode indicar a melhor forma de tratar a sua fratura. Não hesite em procurá-lo!

Compartilhe com seus amigos!

Citação: "A fratura consiste basicamente na quebra ou rachadura de um osso. "
Atenção: O tratamento para fratura envolve a imobilização do osso e reposicionamento para que possa se regenerar e voltar ao normal.

Detalhes: A fratura pode ocorrer por diversos motivos, alguns traumáticos e outros patológicos.

Recomendamos o melhor colágeno de 2020:
Avane Skin da Biosanté

(com Verisol + Ácido Hialurônico)

descontos de até 41% para leitores